O que é e como funciona o data driven marketing

criar engajamento
8 dicas para criar engajamento nas mídias sociais da sua empresa
4 de setembro de 2020
Marketing reverso: o que é e como usar
24 de setembro de 2020
Data Driven Marketing

O marketing digital pode ser mais complexo do que muitas pessoas imaginam. Afinal de contas, para que uma estratégia seja bem desenvolvida, é extremamente importante utilizar uma base relevantes de dados e informações.

Os dados são essenciais para que um empreendedor possa realizar comparações, saber se suas estratégias estão sendo relevantes e entender o que aconteceu com as ações que não foram eficazes.

Uma indústria de envelope awb que não utiliza dados para elaborar suas estratégias pode acabar direcionando seus esforços para o cliente errado, na hora errada e no momento errado.

Ou seja, por meio da análise de dados, você deixa de ter uma atuação baseada em achismos e entra em caminhos mais seguros e planejados.

A partir daí, o data driven marketing surgiu como uma forma de tomar decisões com base em números e dados. Dessa forma, as ações são mais direcionadas e segmentadas para o público-alvo da maneira correta.

E se você deseja aperfeiçoar as suas estratégias, neste post nós iremos explicar sobre todos os detalhes do data driven marketing. Continue nos acompanhando para saber mais sobre o tema! Vamos lá?

Afinal, o que é Data Driven Marketing?

De forma geral, o data driven marketing tem a principal ideia de se apoiar em dados  e estatísticas para a elaboração de estratégias.

O termo data-driven, traduzido para a língua portuguesa, significa “direcionado por dados”. Isso significa que todas as decisões e ações tomadas por uma empresa são feitas por meio de números e dados, e não em “achismos”.

Dessa forma, podemos dizer que o data driven marketing é uma estratégia que direciona as suas ações de marketing por meio de estatísticas e informações.

E para aplicá-lo, a tecnologia sem sombras de dúvidas irá se tornar uma grande aliada. Isso, pois com ela, é possível coletar e analisar dados de forma precisa e otimizada.

Algumas das principais ferramentas para coletar informações são o CRM ou o Big Data, por exemplo.

O data driven marketing pode ser utilizado em empresas de todos os portes e segmentos, seja um comércio, escritório de advocacia, empresa de tratamento de água, entre qualquer outro.

E se o cenário de tráfego orgânico fosse positivo? Como torná-lo ainda melhor?

Se o tráfego orgânico já é positivo e cresce de forma consistente, você também pode usar os dados oferecidos pelo Search Console para otimizar páginas que estão bem para algumas keywords, mas podem melhorar para outras.

Data Driven Marketing

Afinal, o que é Data Driven Marketing?

Normalmente, para desenvolver o data driven marketing, é preciso separá-lo em quatro principais etapas. Vamos falar delas com mais detalhes abaixo:

  1. Coleta: é a parte onde todos os dados e informações serão captadas. Você pode coletar dados por meio de ferramentas, ou até mesmo a partir da criação de conteúdos, cookies, entre outros.
  2. Tratamento: como os dados coletados podem se divergir entre si, é preciso passar pela etapa de tratamento, com a proposta de tornar os dados sólidos e simplificados.
  3. Armazenamento: depois disso, é preciso “abrigar” esses dados em um lugar seguro, onde possam ser acessados. Alguns exemplos para isso são as ferramentas Data Lake ou Data Warehouse.
  4. Visualização: por fim, a última etapa se consiste em organizar esses dados para extrair insights e elaborar as novas estratégias. Se você tem uma empresa de placa de circuito impresso, por exemplo, crie ações com base nos dados que captou e estabeleça metas e objetivos!

Agora que você já sabe sobre todos os detalhes do data driven marketing, o que acha de aplicá-lo em seu negócio e ter sucesso? Gostou do post? Conta pra gente!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

PRECISA DE UM SITE QUE DE RESULTADO?